Nossa música:  HTML5 MediaElement

Terraço do Relógio

Desde fevereiro de 2002, o Espaço Cultural Terraço do Relógio incentiva a cultura local, ao oferecer espaço para os artistas potiguares e possibilitar o surgimento de novos talentos. Mas a história do relógio e da balaustrada, ambos localizados no Terraço, remonta ao início do século XX.

Em 1911, o governador em exercício, Alberto Maranhão, solicitou a elaboração de um projeto de urbanização da área onde hoje existe o SESC. No dia 11 de outubro deste ano, data do aniversário do governador, uma grande festa inaugurou a balaustrada, as colunetas com lâmpadas e o relógio, encomendados a uma empresa francesa. Uma estrutura de ferro fundido que mede 103 metros compõe a balaustrada.

O terreno que abriga a estrutura histórica foi doado ao SESC em 1953 pelo prefeito em exercício, Creso Bezerra. Devido ao desgaste provocado pelo passar do tempo, os monumentos foram revitalizados em 1968. Em 2001, a entidade modernizou a estrutura interna do relógio, que já não funcionava há anos. Foi instalada uma máquina eletrônica de quatro faces, com comando à distância e baterias de apoio para evitar paralisações por falta de energia. De 2011 até hoje, quem passa pelo relógio sabe a hora certa.

Com o intuito de divulgar a importância histórica da estrutura e de fomentar a cultura, foi criado, em fevereiro de 2002, o projeto Terraço do Relógio. Emoldurado pela balaustrada, pelo relógio e pelas hastes de ferro seculares, o cenário é um convite à boa música, com atrações locais e serviço de bar.